skip to Main Content
Menu
Comunicação Eficaz: 5 Passos Para Acertar

Comunicação Eficaz: 5 passos para acertar

comunicação eficaz é aquela que atinge seus objetivos de maneira clara e não deixa dúvidas sobre a mensagem transmitida.

Base de relacionamentos e associada aos melhores líderes, a comunicação eficaz  vem sendo um divisor de presença no mercado e até mesmo no dia a dia. Seja em rede social, numa roda de amigos, ou até mesmo em família, ela traz velocidade e integra a maioria dos processos ao qual fazemos parte.

Como você vem apresentando suas idéias e se comunicando? Como você aborda suas emoções e experiências em uma reunião de negócios? Você consegue transmitir suas ideias com clareza?

Um popular provérbio brasileiro já diz: “quem não se comunica, se trumbica”, e cada vez mais temos visto pessoas e empresas se perdendo nas artimanhas dessa ferramenta básica. A Utilização de canais inadequados e linguagem imprópria infelizmente, ainda são problemas frequentes. Por isso, reunimos abaixo 5 passos para te ajudar com uma boa comunicação!

1 ) Seja Empático

A empatia é essencial para a comunicação ser eficaz e fluir, pois é a capacidade de nos colocarmos no lugar do outro, como se pudéssemos ver o mundo sob a perspectiva do outro, entendendo sua realidade, suas atitudes, gerando relações positivas e produtivas em todos os contextos.

Na prática, a empatia, cria os bons relacionamentos, propiciando melhores resultados em situações do dia a dia, como vendas, negociações, clima organizacional, compartilhamento de feedbacks, liderança, motivação e também, fora do contexto organizacional, relacionamentos respeitosos, moldado por gentileza e amorosidade.

2)Faça Backtraking

Backtracking é a habilidade de reafirmar pontos-chave usando as palavras da pessoa com quem estamos nos comunicando, acompanhando-a com o mesmo tom de voz e linguagem corporal.

Um bom exemplo é quando, em um restaurante, você pede ao garçom que lhe traga suco de laranja, e também que repita o seu pedido. Ao repetir, ele memoriza o pedido pelo tempo necessário para trazer exatamente o que você pediu. Isso se chama backtracking.

Cérebro-Cérebro x Comunicação Eficaz

Aqui, as coisas começam a acontecer. Existem três técnicas básicas para conduzir a comunicação eficaz do nível boca-ouvido para o nível cérebro-cérebro: chamar a pessoa pelo nome, apertar a mão dela com a mesma intensidade que ela aperta a sua, e fazer-lhe perguntas abertas.

3) Saiba Ouvir

É necessário limpar a mente de todos os ruídos e interferências dos próprios pensamentos durante a fala do outro, comunicação não é o que você fala, mostra ou escreve. Comunicação eficaz é o que os outros entendem!

Essa afirmação muda a perspectiva da comunicação ao qual a maioria de nós está (confortavelmente) acostumado a se apoiar, pois, se alguém não entendeu o que você informou, significa que você não teve sucesso na comunicação.

Ouvir implica uma entrega ao outro, uma diluição nele. Depois que a pessoa aprende a ouvir ela passa a fazer descobertas incríveis escondidas  em tudo aquilo que os outros estão dizendo além do propósito de falar. Afinal, o corpo fala.

4) Faça Perguntas

Dominar a arte da comunicação implica em  fazer perguntas interessantes e certeiras, pode ser um grande diferencial para a comunicação eficaz na sua carreira e, também, na sua vida pessoal. É necessário considerar que existem dois tipos de perguntas: as fechadas e as abertas.

As perguntas fechadas são aquelas que exigem respostas curtas e que, geralmente, podem ser respondidas com “sim” ou “não”. Já as abertas dão mais espaço para que o interlocutor formule suas respostas e, assim, lhe forneça mais informações.Os dois tipos são úteis e devem ser usados de acordo com o que deseja saber.

O primeiro é ideal quando se quer descobrir algo de forma mais objetiva, enquanto o segundo é ótimo para iniciar uma conversa e torná-la mais consistente e agradável.

Exemplos:

Pergunta Fechada:  – Você já realizou algum sonho?

Pergunta Aberta – Qual foi o maior sonho que já realizou?

Perceba que a primeira dá espaço para que a pessoa responda “sim” ou “não” e, no máximo, cite qual foi esse sonho. Já a segunda dá margem para que ela conte mais detalhes, sobre como foi esse momento, o que ela fez para conseguir, o que sentiu, entre outras informações. Ouse fazer as perguntas certas e conquiste o conhecimento que precisa para aprender, evoluir e ir além.

5) Sintetize ao final

Ao final, procure sintetizar os pontos principais que foram abordados, tanto pelo interlocutor, quanto pelo ouvinte, para que todas as informações sejam alinhadas e verificadas. Sintetizar significa resumir, criar referência a tudo que foi abordado, colocando em contexto único, fundamental para um processo de comunicação eficaz.

Ou seja, ao final, cabe sempre integrar as informações e opiniões mesmo que diversas e unificar as mesmas, para que seja possível retomar os principais pontos, evitando “ruídos” e promovendo a mensagem de forma única a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Search